NELTUR.COM.BR

SITE OFICIAL DO TURISMO DE NITERÓI

#VISITNIKITI #MOTIVOSPRASORRIR #EMNITEROI

Disque Turismo
0800 282 7755
Você esta em: Institucional » Notícia
 
Notícias
 
01/11/2017 -

Natal na Rua, cultura e turismo no Teatro Municipal

Niterói, mais uma vez, realiza o Natal na Rua, no próximo dia 6 de novembro, segunda-feira, às 20h, em frente à fachada do Teatro Municipal, no centro, com várias atrações, entre elas:  a Orquestra e o Coral do Programa Aprendiz, a Banda Municipal Santa Cecília, o grupo Bloody Mary, além dos artistas do coletivo ‘Anjos Pernaltas’ e a chegada do Papai Noel oficial da cidade, Sohail Saud.


 

 Papai noel oficial, Sohail Saud. Foto: Leo Zulluh

 

A Prefeitura de Niterói, através da Secretaria municipal de Cultura e da FAN, com apoio do Plaza Shopping, chega a 20a  edição deste evento, que encanta todos os presentes e atrai dezenas de turistas para a cidade e que já foi assistido por mais de 350 mil pessoas. 
 

Para o presidente da Neltur, José Guilherme Azevedo, o Natal na Rua, organizado pela Prefeitura, através da Secretaria de Cultura, já faz parte dos atrativos de apelos turísticos  da cidade pela grandiosidade do evento que abre oficialmente os festejos natalinos em Niterói. 

 

 

Orquestra Aprendiz - Foto: Leo Zulluh

 

O Natal na Rua começa  com a apresentação do Coral e da Orquestra Sinfônica Aprendiz. Os cerca de 100 coralistas, entre 11 e 18 anos - todos alunos do Programa Aprendiz Música na Escola - e os 50 componentes da Orquestra vão mostrar temas como “Semente do Amanhã” (Gonzaguinha), “Rapsódia Niteroiense” (Eduardo Louro), “Noite Feliz” e “Boas Festas”. Em seguida, entra em cena a Banda Santa Cecília. Composta por 20 músicos, que tocam instrumentos como clarinetas, saxofones, trompetes, tubas e trombones, a banda vai tocar composições como “Santa Claus is Coming to Town” (Haven Gillespie/ J. Fred Coots), “Frosty The Snowman” (Steve Nelson / Walter Rollins), “White Christmas” (Irving Berlin), entre outras.

 

 

Banda Santa Cecilia. Foto: Marcos Chermont

 

Um animado show do grupo niteroiense Bloody Mary encerra a programação musical da festa. Formada por Mariana Oliveira (vocais), Marcus Zombie (baixo acústico), Daniel Bessa (teclado), Lincoln Castro (sax), Nathan Oliveira (violino), Felipe Braga (guitarra) e Eduardo Manu (bateria), a banda, famosa pelo seu estilo vintage-retrô, preparou uma seleção especial de músicas para a ocasião, entre elas: “Jingle Bell”, “Jingle Bell Rock”, “Hallelluya”, “X-Mas” (John Lennon) e “Silent Night”, todas com uma pegada pop rock.Entre um show e outro, os artistas do coletivo Anjos Pernaltas vão fazer performances, interagindo com o público presente.

 

 

Banda Bloody Mary. Foto Divulgação

 

SERVIÇO:

“Natal na Rua 2017”

Data: 06 de novembro, segunda - feira

Horário: 20h

Local: Teatro Municipal de Niterói (fachada)

Endereço: Rua XV de Novembro, 35, Centro, Niterói

Telefone: (21) 2620-1624

Duração: 60 minutos

Classificação etária: livre

Gratuito


Teatro Municipal, marco histórico da cultura e de apelo turístico.

 

Um dos principais marcos inaugurais do teatro brasileiro, o Teatro Municipal João Caetano, mais conhecido como Teatro Municipal de Niterói, foi construído no Século XIX e passou por várias reformas. Em 1833,  estreia a Companhia Nacional Dramática, da qual fazia parte João Caetano,  com a comédia “As Memórias do Diabo”. Para muitos  historiadores , a apresentação   marca o nascimento do teatro brasileiro, pois  até então todas as companhias que  se apresentavam  no País eram estrangeiras.

 

Além de sua arquitetura neoclássica, o Teatro João Caetano sempre foi um espaço vivo de grandes artistas e companhias de Teatro, Dança e Orquestras. Sua história começa em 1842 com o grandioso ator João Caetano. Hoje, além de ser um  dos acervos históricos mais importantes do País, é um espaço vivo da cultura de Niterói e um dos atrativos mais procurados pelos turistas. 

 

O Teatro Municipal de Niterói passou por uma  precisa e rigorosa  restauração , no período entre 1992 a 1995, respeitando seus aspectos históricos e sendo adaptado para os tempos modernos. Este trabalho detalhista, científico e artístico, realizado por uma equipe de restauradores e arquitetos, foi premiado pelo Instituto de Arquitetos do Brasil, em 1994 e elogiado pelo Patrimônio Histórico Brasileiro. Foi reinaugurando no dia 19 de dezembro de 1995.

 

Sua história começa em 1827, quando no local, funcionava uma pequena casa de espetáculos administrada pela Sociedade Filodramática da Praia Grande. Adquirida, em 1942, pelo ator João Caetano, este reformou e transformou a casa em Teatro Santa Tereza,  em homenagem à futura imperatriz brasileira Teresa Cristina de Bourbon-Duas Sicílias. Foi diretor do teatro até sua morte em 1863.   A viúva não quis prosseguir com o encargo de manter a concessão do teatro.

 

 Depois de sua morte, o teatro ficou abandonado, apesar de algumas  tentativas de mudanças, até que o maestro italiano Felice Tati, radicado em Niterói, se interessou pela tarefa.

 

 O teatro foi reinaugurado, em agosto de 1884,  com a presença do imperador e da imperatriz. Destaca-se nesta época a execução do pano de boca, com uma passagem da Praia de Icaraí, pintada por Antônio Parreiras.

 

Em sua homenagem, em 1900, a Câmara Municipal de Niterói mudou o nome do teatro para Teatro Municipal João Caetano. O  tombamento do prédio aconteceu  em 1990 pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural.

 

No seu ciclo de apresentações, grandes nomes do meio artístico nascidos em Niterói e de outras cidades e do mundo  passaram  por lá como: a atriz Fernanda Montenegro, o maestro Guerra Peixe, a atriz Nicete Bruno, a cantora Baby do Brasil, o ator Procópio Ferreira, a atriz Bibi Ferreira,   o compositor Sergio Mendes, o cantor Biafra, a bailarina Marcia Haydée, a cantora Zélia Duncan, o diretor e ator Moacyr Dériquen, o ator Isaac Bardavid, a atriz Juliana Knust, a cantora Itamara Koorax, o cantor Dalton, o compositor Marvio Ciribeli, a bailarina Aurea Harmmelli, a bailarina Jânia Batista, as cantoras Alcione, Luiza Possi,  Beth Carvalho, os cantores  Fagner, Cauby Peixoto, João Bosco, Gilberto Gil. O cantor Tim Maia  fez sua última aparição pública no Teatro Municipal de Niterói,  no dia 7 de março de 1998 (após começar a apresentação, ele sofreu um ataque cardíaco, vindo a falecer oito dias após, no Hospital Universitário Antônio Pedro).

 

O Teatro Municipal de Niterói também foi palco de grandes eventos como os Festivais de Teatro, coordenados por Sohail Saud e a presença de Paschoal Carlos Magno, que durante a presidência do IV Centenário de Niterói , realizou o Festival Internacional de Piano, sob a coordenação do maestro Guerra Peixe.

 

Há uma década também foi criada no Teatro Municipal , através do Fórum de Artes Cênicas de Niterói, o Ciclo de Leitura Dramatizada e a Mostra de Teatro Infantil.  O Ciclo que mudou a ótica de leitura  de textos teatrais na cidade, é o único projeto contínuo no Teatro Municipal, na área de teatro. 

 

O teatro  foi e é cenário de diversas novelas e minisséries televisivas como "A favorita", "Dalva e Herivelto: uma Canção de Amor" e "Os Maias", dentre muitos outros.

 

Para o presidente da Niterói Empresa de Turismo e Lazer – Neltur – o Teatro Municipal João Caetano, além de ser um espaço vivo da cultura da cidade,  é um patrimônio  neoclássico referência na história do teatro brasileiro e  um  dos mais visitados  atrativos turísticos do Circuito de prédios históricos do Centro da cidade.  

 


Conheça alguns atrativos de Niterói
Escola Niterói Surf
Conheça...
 
Sala José Cândido de Carvalho
Conheça...